10 julho 2011

"Amor nos tempos de cólera", por Ana Filipa Gonçalves



"Amor nos tempos de cólera" de Gabriel García Marquez é um romance cuja acção decorre nas Caraíbas e relata um triângulo amoroso entre personagens de classes sociais diferentes. Esse facto leva a que elas façam escolhas que nos surpreende, mas tal se pode explicar também pela falta de liberdade naquele tempo e pelo facto de a sociedade ser um pouco rigorosa e conservadora. É uma obra cativante e interessante de ler, pois leva-nos a querer descobrir o seu final. Recomenda-se este livro a quem goste de um romance à moda antiga.

Ana Filipa Gonçalves, 11ºD

“Terra em equilíbrio”, por Jonathan Silva


“Terra em equilíbrio” de Al Gore, um livro que, através de crónicas do próprio autor, trata dos problemas ambientais na atualidade e da forma como podem ser controlados. O livro contém pouca linguagem científica, o que o torna de fácil leitura para leigos, e é interessante, devido ao facto de todas as crónicas se enquadrarem perfeitamente no tema. Recomenda-se este livro aos alunos com trabalhos referentes aos problemas ambientais, bem como aos ecologistas.

Jonathan Silva – 11ºD

“Sonhos de Einstein”, por Sílvia Carvalho


“Sonhos de Einstein” de Alan Lightman é um livro de ficção que relata a fabulosa imaginação de Einstein, quando jovem, e a influência que ela teve no seu trabalho. Todos os sonhos estão ligados à origem do tempo, o que o leva à Teoria da Relatividade. É uma obra de fácil compreensão, pois os sonhos são datados e independentes uns dos outros. Recomenda-se a quem conheça a vida de Einstein e goste de ficção.

Sílvia Carvalho-11ºD

“Senhor Deus, esta é a Ana”

“Senhor Deus, esta é a Ana”, cujo autor é Fynn, é um livro onde as personagens, recorrendo a experiências simples e brincadeiras, descobrem que Deus é perceptível através da ciência. É um romance com uma linguagem simples, e é também interessante, pois no desenrolar da história vão surgindo acontecimentos que fomentam a curiosidade do leitor. Recomenda-se a sua leitura pelo conteúdo humanístico e por ser acessível a qualquer leigo.

Andreia Ferreira – 11ºD

“Platão e um ornitorrinco entram num bar…”, por David Janela




“Platão e um ornitorrinco entram num bar…” de Thomas Cathcart e Daniel Klein é uma irreverente e hilariante viagem pelas grandes escolas, tradições e pensadores filosóficos. É uma narrativa entre dois filósofos que aplicam ironias e pontos de vista muito além da nossa percepção. Contém uma linguagem científica, de difícil compreensão, mas bastante interessante e engenhosamente criativa. É muito completo e educativo, pensado para aqueles que não levam a sério as coisas sérias.

David Janela – 11ºE

“Outros Mundos”, por Rui Silva

“Outros Mundos” de Paul Davies é uma obra na qual são abordadas várias temáticas relacionadas com a Física, que actualmente ainda são controversas no seio da comunidade científica,. É um livro de divulgação científica, onde é utilizada uma linguagem muito técnica, o que dificulta a sua compreensão, tornando-se um pouco fastidioso.


No entanto, recomenda-se a todos os que gostem de Física e queiram alargar os seus conhecimentos.

Rui Silva -11ºD

“O Universo da Ciência”, por Filipe Costa



“O Universo da Ciência”, volume 1, de Isaac Asimov é um livro que constitui um panorama global dos avanços das ciências físicas, bem como dos obstáculos que relativamente a elas se põem, incluindo temas como o Universo, o Sistema Solar, a Terra e a Atmosfera. É um interessante livro de divulgação científica, extremamente acessível, com uma linguagem simples e cuidada. Recomenda-se àqueles que tenham um particular interesse pelas ciências.

Filipe Costa - 11ºE

“O Último Teorema de Fermat”, por Patrícia Fernandes



“O Último Teorema de Fermat”, escrito por Amir D. Aczel, reflecte acerca da história, da cultura e dos matemáticos envolvidos na demonstração do dito teorema. Este levou à descoberta de outras teorias utilizadas hoje em dia, em Matemática. É um livro técnico, pois envolve muita matemática. No entanto, é interessante, visto que explica claramente todas as teorias nele descritas. Pelo contributo para a formação de futuros grandes matemáticos, recomenda-se a leitura a jovens que pretendam seguir esta área.

Patrícia Fernandes – 11ºD

“O significado de Tudo”, por Andrea Martins



“O significado de Tudo” do físico Richard Feynman baseia-se em três conferências proferidas pelo mesmo. Nele são discutidos temas actuais, como o dogmatismo da sociedade, as dificuldades presentes no vínculo entre a religião e a ciência e também a incerteza da ciência. Dada a sua elementar linguagem e o interesse que desperta no leitor, apesar de científico, é um livro que se recomenda a quem gosta de passar um bom serão a ler.

Andrea Martins – 11ºD

“O novo mundo do Sr. Tompkins”, por Carlos Gomes



“O novo mundo do Sr. Tompkins”, do célebre cientista e escritor George Gamow, retrata, à luz da física, os problemas que afectam o nosso dia-a-dia. É um livro de ficção científica, com uma linguagem acessível, bastante interessante e empolgante. Recomenda-se a todos os alunos da área da física e àqueles que gostam de saber mais sobre os principais problemas que afectam o nosso quotidiano.

Carlos Gomes -11º E

“O Nome da Rosa”, por Cristiana Pereira



“O Nome da Rosa” de Umberto Eco é um romance sobre os mistérios da biblioteca de uma abadia beneditina do séc. XVII. As personagens são os próprios monges e a acção decorre em sete dias, sendo que em cada dia morre um monge. A linguagem é acessível, apesar de conter pequenas citações em latim. É uma obra interessante e cativante, devido à forma como decorrem as investigações para desvendar os mistérios da abadia. Recomenda-se a sua leitura a todas as pessoas que pretendam alargar a sua cultura geral.

Cristiana Pereira – 11ºD

“Macaco nu”, por Bruno Alves



O “Macaco nu” de Desmond Morris, é um best-seller mundial que desmistificou o homem, explicando a sua evolução baseada na natureza animal. Apesar de ser um livro científico, é de fácil compreensão e tem uma leitura agradável. Recomenda-se a todos aqueles que tenham interesse pela nossa evolução.

Bruno Alves - 11ºE

«O Museu Britânico ainda vem abaixo», por Luís Pereira



«O Museu Britânico ainda vem abaixo» de David Lodge narra a história hilariante de um jovem licenciado em literatura que passa por vários desastres ocorridos durante a sua permanência no museu. É um livro com uma mensagem pouco relevante, apesar de ter uma linguagem acessível, mas excelente para o entretenimento de público que aprecia comédias.

Luís Pereira - 11ºE

“O Diabo dos Números”, por Rui Cunha



“O Diabo dos Números” de Hans Magnus Enzensberger tem como protagonista um rapaz de 11 anos que, durante doze noites, sonha com um diabo que lhe ensina matemática. É uma obra bastante interessante, pois a linguagem é acessível e aprende-se matemática de uma forma muito divertida. Recomenda-se principalmente a jovens praticantes de matemática.

Rui Cunha - 11ºE

“O caçador de Almas”, por Ana Lúcia Rodrigues





“O caçador de Almas” de John Darnton é um romance, que aborda temas como a ciência e a mente humana, numa tentativa desesperada de ressuscitar um adolescente chamado Tyler, que sofreu um acidente que lhe roubou a vida. A linguagem é de difícil compreensão, requerendo a utilização de um dicionário, e a obra é maçuda, pois contém muitas descrições. Recomenda-se este livro a quem goste de aventura em busca da mente humana e a descoberta do desconhecido.


Ana Lúcia Rodrigues -11ºD

“Nunca me deixes”, por Jessica Vieira



“Nunca me deixes” de Kazuo Ishiguro retrata a vida de três clones que vivem em Inglaterra, nos finais da década de 90. É um romance muito interessante, com uma linguagem acessível. Recomenda-se a quem gosta de um bom romance e da problemática da clonagem.

Jessica Vieira – 11ºD

“Next”, por João Carlos Pimentel



“Next” de Michael Crichton proporciona ao leitor uma história intensa, que nos faz pensar os limites da ética, à luz da ciência e dos padrões morais. Intercalando a narrativa com artigos científicos, trata com escárnio e perplexidade o mundo da genética, gizando um cenário escuro da vida humana, transacionada banalmente em bancos de óvulos e esperma na Internet. "Next" traz um mundo novo sem escrúpulos, no qual a genética é mais uma arma à disposição dos que pagarem mais.

João Carlos Pimentel – 11ºD

“Nem sempre a brincar, Sr. Feynman”, por David Ribeiro



“Nem sempre a brincar, Sr. Feynman” de Richard Feynman é uma autobiografia que dá a conhecer a vida deste físico, premiado com o Nobel, e o seu envolvimento no estudo do acidente do vaivém espacial Challenger. É um livro de divulgação científica, com uma veia humorística, fácil de ler e bastante interessante. É indicado para qualquer pessoa interessada em saber mais sobre física e sobre um dos seus principais teóricos.

David Ribeiro – 11ºE

“Moléculas mágicas”, por Marcelo Gomes



“Moléculas mágicas” de Susan Aldrige trata da forma como os diferentes tipos de drogas actuam no nosso organismo. É um livro de fácil leitura, pois a linguagem é acessível, contendo apenas alguns termos técnicos. Alem disso, tem algumas imagens e quadros-sínteses. Recomenda-se a quem quiser seguir medicina ou estudos na área da biologia, podendo ser muito útil no futuro.

Marcelo Gomes – 11ºD

"Middlesex" , por Susana Machado



"Middlesex" de Jeffrey Eugenides retrata a história da família do próprio autor. É um romance muito curioso, pelo seu envolvimento com a ciência, na medida em que relata a vida de três gerações da mesma família que tem laços de consanguinidade, o que leva a mutações genéticas. A linguagem é acessível, o que o torna de leitura fácil e agradável. Recomenda-se a todos aqueles que, para alem de um bom romance, gostem de genética.

Susana Machado -11ºD

"Guerra das Imaginações", por Adriana Silva



"Guerra das Imaginações", escrito por Doc Comparato, é um livro que aborda a temática da Igreja, escritos bíblicos e os descobrimentos Portugueses, passando-se a maior parte da história no Vaticano. Este livro é interessante e de leitura fácil, pois a linguagem é acessível. Recomenda-se este livro a quem gosta de história e de investigação.


Adriana Silva - 11ºD

“Grandes ideias impossíveis de provar”, por José Filipe Soares


“Grandes ideias impossíveis de provar” de John Brockman e Ian McEwan é um livro que reúne vários cientistas e filósofos contemporâneos, colocando-os a falar sobre várias ideias que pensam ser impossíveis de provar, como por exemplo, a vida para além da morte, a vida extraterrestre e até como ter uma vida feliz. Recomenda-se a jovens e adultos que gostem de temas actuais e de questões desafiadoras.

José Filipe Soares – 11ºE

“Gaia”, por António Costa

“Gaia” de James Robert é um livro sobre a terra, o maior organismo vivo, levando-nos a descobrir as suas interacções com os outros organismos. É uma obra de divulgação cientifica muito interessante, com linguagem acessível. Recomenda-se a estudantes do ensino secundário interessados em conhecer melhor o nosso planeta.

António Costa – 11ºE

“Estaremos sós no universo?”, por João Paulo Quintão

“Estaremos sós no universo?”, da autoria de Alfred Heidmann, entre outros, é constituído por quatro entrevistas a astrofísicos e radioastrónomos de grande prestígio e trata da possibilidade de vida extraterrestre. É um livro interessante, com uma excelente escrita. Recomenda-se aos jovens de ensino secundário com boa imaginação e interesse pelo conhecimento do universo.

João Paulo Quintão, Nº13, 11ºE

“Estado de pânico” , por Cláudia Rodrigues


“Estado de pânico” de Michael Crichton é um livro de ficção científica, que relata a investigação de uma burla em busca da verdade acerca do aquecimento global na actualidade. É uma obra empolgante, com uma linguagem acessível, embora com algumas passagens aborrecidas. Recomenda-se a quem gosta de ficção científica, mas não a quem procura na leitura um passatempo.

Cláudia Rodrigues -11ºD

"Cinco semanas em balão", por João Paulo Castro

Cinco semanas em balão

“Cinco semanas em balão” de Júlio Verne é um livro de aventuras que relata a viagem de três ingleses, que atravessaram África de Balão, no século XIX, numa viagem cheia de perigos, mas concluída com sucesso. Trata-se de um livro que alia uma escrita simples a uma componente cómica, o que lhe confere uma leitura agradável e acessível para todos. Recomenda-se a sua leitura a todos os que gostam de uma boa aventura.

João Paulo Castro – 11ºD

“Cartas a uma jovem matemática” , por Nuno Gomes


“Cartas a uma jovem matemática” de Ian Stewart aborda todo e qualquer assunto que tenha a ver com matemática. É um livro de leitura difícil, devido à linguagem muito técnica, mas também é bastante interessante e, de certa forma, empolgante. Visa preferencialmente o público adolescente que tenha curiosidade em saber sempre mais sobre a matemática.

Nuno Gomes – 11º E

“As doenças têm história”, por José Alves


“As doenças têm história”, escrito por médicos e historiadores coordenados por Jacques Le Goff, aborda a história da medicina, desde a sua formação até à actualidade. É um livro muito educativo e de grande interesse, recomendado para todas as idades, devido ao facto de a respectiva temática ser de carácter geral.

José Alves – 11ºE

“A Volta ao Mundo em 80 Dias”, por Gonçalo Araújo


“A Volta ao Mundo em 80 Dias” de Júlio Verne narra a fantástica história de um homem excêntrico que realiza uma volta ao mundo, apostando no seu sucesso. É um livro de aventura bastante interessante, com uma linguagem muito acessível, sendo de fácil compreensão. Recomenda-se a todos aqueles que desejem passar um bom momento de leitura.

Gonçalo Araújo -11ºE

"A vingança de Gaia", por Helena Ferreira


"A vingança de Gaia", escrito por James Lovelock, é uma obra sobre o estado da Terra na actualidade, os factores e as soluções que ainda existem para a proteger a nível ambiental. É um livro de divulgação científica interessante e enriquecedor, com linguagem acessível. Recomenda-se a quem se preocupa ou se quer informar mais sobre o ambiente.

Helena Ferreira – 11ºD

“A Química da Morte”, por Alexandre Marinho

“A Química da Morte” é um livro de Simon Beckett que nos conta essencialmente a história de um médico forense que ajuda a polícia a encontrar um psicopata que matou uma série de mulheres. Este livro é um policial bastante interessante e apelativo, repleto de intrigas e suspense. Recomenda-se a sua leitura a todas as pessoas que gostem de um bom policial e que não tenham medo de ler as atrocidades de um psicopata.

Alexandre Marinho - 11ºD

“A Profecia de Neandertal”, Ana Maria Araújo

“A Profecia de Neandertal” de John Darnton retrata uma expedição às montanhas onde foram descobertas criaturas existentes há mais de 40000 anos. É um romance muito interessante, pois, como tem diversas descrições, o leitor sente que está no local onde decorre a história e que faz parte dela. Recomenda-se a sua leitura a quem gostar de aventura e de um pouco de emoção.

Ana Maria Araújo 11ºD Nº6

"A Porta no Muro", por Marília Rodrigues

"A Porta no Muro", escrito por Wells, é de um livro de ficção científica que aborda a possível existência do outro mundo e da quarta dimensão, sendo constituído por vários enredos não ligados entre si. É bastante interessante e a sua linguagem de fácil compreensão. Recomenda-se este livro a quem gosta de ficção científica e de aventura.

Marília Rodrigues -11ºD

"A origem das espécies", por Flávio Rodrigues

"A origem das espécies" de Jannet Browne trata da investigação sobre a origem das espécies realizada por Charles Darwin, e que teve origem numa expedição que ele fez à volta do mundo. É um livro científico, mas, em parte, também aborda a vida de Charles Darwin. É uma obra muito interessante, que no faz descobrir as ideias brilhantes daquele investigador. Recomenda-se ao público que se interesse pelas ciências, principalmente pela biologia.

Flávio Rodrigues - 11ºE

“A maravilhosa aventura da vida”, por Ângela Costa

“A maravilhosa aventura da vida” de Clara Pinto Correia explica, à luz dos conhecimentos de biologia, assuntos tanto do quotidiano como mais científicos, tais como a nossa origem e variedade. A obra é muito interessante, pois, apesar de ser um livro de divulgação científica, cativa a atenção, já que explica tudo de uma forma “divertida” e com uma linguagem acessível, conseguindo expor assuntos complicados de uma forma simples, compreensível a qualquer leigo. Recomenda-se a todos, uma vez que fomenta a cultura, mas principalmente a quem goste de biologia.

Ângela Costa -11ºD

“A Ilha do Dia Antes“, por Kelly Pimentel

O livro “A Ilha do Dia Antes“, de Umberto Eco, é um romance que nos fala de um jovem fidalgo, Roberto de La Grive, e das suas aventuras a bordo do barco “deserto”, ancorado juntos das Ilhas de Salomão, na guerra entre franceses e os espanhóis, no séc. XVII. É um romance irresistível, sobretudo pela da escrita. Pode eventualmente pecar pelo excesso de descrições e concentração de factos históricos, mas esta faceta é claramente identificadora de um bom romance histórico. Recomenda-se a sua leitura a quem adora histórias do passado cheias de aventuras .

Kelly Pimentel - 11ºD

“A Grande Aventura da Ciência”, por Rui Lopes

“A Grande Aventura da Ciência” de Robert M. Hazen e James Trefil, cientistas de renome internacional, explica os conceitos essenciais para cada um de nós possuir um conhecimento generalizado de todos os assuntos científicos abordados no dia-a-dia. Este livro de divulgação científica possui uma linguagem simples e recorre a exemplos do quotidiano, o que facilita a percepção e desperta o interesse do leitor. É um livro empolgante que se recomenda a todos os jovens com curiosidade aguçada.

Rui Lopes -11ºE

“A física no dia-a-dia”, por Ângelo Rocha

“A física no dia-a-dia” de Rómulo de Carvalho explica os fenómenos banais do quotidiano e que nos despertam a curiosidade. É um livro de divulgação científica, actual e educativo, com uma linguagem acessível, muito prático e interessante. Recomenda-se a todos os jovens estudantes e a todos aqueles que queiram saber o porquê das coisas.

Ângelo Rocha -11ºE

“A física do quotidiano”, por Paulo Mota

“A física do quotidiano” de Istvan Beskês é uma obra que procura explicar e/ou simplificar a compreensão dos fenómenos físicos que nos rodeiam no dia-a-dia. Apresenta uma grande variedade de temas e tópicos, mas as explicações são de difícil entendimento, pois a linguagem é bastante complexa e confusa. Recomenda-se a jovens e adultos com interesse pela ciência e que desejem alargar os seus conhecimentos.

Paulo Mota – 11ºE

“20.000 léguas submarinas” , por Joana Silva

“20.000 léguas submarinas” de Júlio Verne retrata a história de Aronax e seus companheiros, que, no séc. XIX, a bordo do submarino Nautilus observam o fundo do mar, com o desconhecimento do resto da humanidade, causando polémica e intriga. As extensas e ricas descrições, que conferem realismo ao romance, e as ideias proféticas do autor são duas características que tornam a sua leitura deveras apelativa. Recomenda-se a quem pretende observar o fundo do mar sem sair de casa.

Joana Silva – 11ºD

“Os homens”, por Tiago Martins

Arrisco-me a classificar o livro que eu li, “Os homens” de André Langaney, como uma enciclopédia, devido à sua linguagem científica e ao seu elevado nível de informação, contido nas suas páginas.
O livro pode ser apreciado como enfadonho por quem não goste do assunto, devido à sua difícil leitura.
Gostei de várias partes do livro, mas de algumas em especial, como a evolução dos olhos no ser humano.
Eu aconselho a leitura deste livro aos alunos do nosso curso - Ciências e Tecnologias -, porque é uma mais-valia para a disciplina de Biologia.

Tiago Martins, n.º 28, 11.º B

"Breve História do Tempo Ilustrada", por Tiago Durães

Stephen Hawking – Breve História do Tempo Ilustrada

Este é um livro que aborda temas complexos da área da Física, com simplicidade, boa disposição e demonstrações práticas. Apesar de não esmiuçar questões profundas da sociedade, o livro consegue ser interessante e aliciante, devido, principalmente, à escrita fluente que consegue simplificar as partes mais técnicas do livro.

Tiago Durães, n.º 27, 11.º B

“O Mundo de Sofia”, por Stephanie Antunes

O meu livro é “O Mundo de Sofia” de Jostein Gaarder e com ele aprendi bastante sobre Filosofia.
Neste livro, pode-se ler uma história de uma menina que aprende Filosofia de uma maneira diferente e, por isso, aconselho a sua leitura a qualquer aluno do 10.º e 11.ºano, porque, sem dúvida, que aprende bastante.
Quanto ao grau de dificuldade de leitura, não é propriamente um livro fácil de ler, porque algumas cartas que Sofia recebe a explicar temas da disciplina tornam-se “chatas”.

Stephanie Antunes, n.º 25, 11.º B

“O quinto dia”, por Sara Soares

“O quinto dia” de Frank Shatzing

O livro que eu li fala sobre o fim do Mundo, ou seja, o que vai acontecer para ele acabar e que tem a ver com as acções humanas.
Foi um livro um bocado difícil de ler, pois era muito longo, mas foi motivante, pois o tema é interessante e do qual eu gosto.
Encontrei, também, umas partes com linguagem muito técnica, o que não foi do meu agrado.
O livro coloca ainda algumas questões profundas sobre o futuro do planeta. Por isso, aconselho-o a ler a toda a gente, quero dizer, não apenas às pessoas do nosso curso, mas de outros cursos.

Sara Soares, n.º23, 11.ºB

“O Misterioso Mundo dos Oceanos", por Sara Abreu

“O Misterioso Mundo dos Oceanos" de Frank Shatzing

Para a leitura e para uma melhor compreensão deste livro, eu, como todos os seus leitores, deveria ter lido, anteriormente, uma outra obra do autor que se intitula "O Quinto Dia", pois, ao longo do todo o livro, o autor refere e recorre a essa mesma obra.
Apesar disso, para quem gostar de Física e de Química, este é um bom livro, pois engloba muitos conhecimentos da disciplina.
É um livro longo, mas a maneira como está estruturado cativa a sua leitura.

Sara Abreu, n.º 22, 11.º B

“A aventura da vida”, por Ricardo Pinto

“A aventura da vida” de Joel de Rosnay

O livro assume o papel de contador da história da origem e evolução da vida no Planeta Terra. Este não é ficção científica, ou seja, baseia-se em factos científicos dados como certos. Os esquemas e processos intrigantes motivam a leitura.
Por fim, o livro assume um conjunto de termos técnicos que não é apropriado a todos os leitores.

Ricardo Pinto, n.º21, 11.º B

”O Códice secreto”, por Renata Silva

O livro "O Códice secreto" foi escrito por Lev Grossman é um romance/thriller que conta a vida de um nova-iorquino, Edward Wonzny, quando contratado para organizar uns contentores com livros provenientes de Inglaterra.
É fácil de ler, uma vez que não é um livro que exija conhecimentos científicos e utiliza uma linguagem demasiado desenvolvida, ou seja, não envolve conceitos ou termos demasiado complexos.
Aconselho, então, a leitura deste interessante romance/ thrille, pois é um livro que faz com que permaneça uma constante curiosidade ao longo da sua leitura.
Renata Silva, n.º19, 11.ºB

“Porque é que os gatos ronronam e as pessoas falam tanto?” , por Patrícia Ferreira

“Porque é que os gatos ronronam e as pessoas falam tanto?” é um livro que está «recheado» de explicações deliciosas de fenómenos que nos acontecem no dia-a-dia, que muitas vezes não fazemos a mínima ideia da resposta.
Na minha opinião, este livro foi muito fácil de ler, pois não existiam palavras muito complicadas, nem era muito confuso. É um livro muito interessante, onde eu aprendi imenso. Aconselho a todas as pessoas, especialmente àqueles que são muito curiosos pelos factos interessantíssimos da ciência.

Patrícia Ferreira, n.º18, 11.ºB

"Não tome banho em dias de tempestade", por Maria Júlia Cunha

"Não tome banho em dias de tempestade"

O jornalista Anahad O´Connor reuniu, neste livro, questões, factos e mitos falsos sobre a nossa saúde e o mundo em que vivemos, como, por exemplo, o facto de os irmãos velhos serem mais inteligentes, ou de o simples facto de partir nozes provocar artrite.
Gostei do livro, porque desmistifica, de uma forma esclarecedora, os mitos que nos acompanham desde a infância e, ao mesmo tempo, divertida, como o caso as mães serem, geneticamente, culpadas pela cálvice.
Aconselho a leitura deste livro, pois é interessante e de leitura divertida.

Maria Júlia Cunha, n.º 16, 11.ºB

“Deus Joga aos Dados?”, por Luciano Fernandes

“Deus Joga aos Dados?”

Este livro, escrito por Ian Stewart, fala sobre matemática, nomeadamente sobre a teoria do Caos e das sucessões.
É um livro muito técnico, maçudo e confuso. Além disso, este livro requer que tenhamos uma calculadora ou um computador ao pé de nós para podermos criar e visualizar os gráficos.
Eu recomendo a este livro somente a quem gostar de matemática e tenha alguma formação na área, pois parte dos termos são técnicos, como acima referi.

Luciano Fernandes, n.º 13, 11.º B

"Como Ensopar um Donut", por Diana Rocha

"Como Ensopar um Donut" de Len Fisher

Este livro trata, de um ponto de vista científico, diversas situações com que nos deparamos no nosso dia-a-dia e que nos parecem acções meramente banais…
O autor utiliza um tipo de linguagem bastante adequado, quer para quem percebe, para quem "está por dentro" do tema, quer para uma outra pessoa sem formação na área das ciências, explicando de forma mais simplificada qualquer termo científico (termo técnico) que utilize na sua escrita. Portanto, aconselho vivamente a leitura deste livro - quer tenha formação nesta área ou não - tanto pelo seu conteúdo como pela maneira como o autor o apresenta. Certamente que vai adorar.

Diana Rocha, n.º7, 11.ºB

"Eco Inteligência", por Carina Barbosa

O livro que eu li foi "Eco Inteligência", um livro de Daniel Goleman.
Daniel Goleman nasceu a 7 de Março de 1946 é psicólogo nos Estados Unidos da América. Os livros que Daniel Goleman escreveu foram todos baseados na psicologia e, em especial, na ciência.
Eco Inteligência é um livro que fala de ciência, fala de casos que acontecem no nosso dia-a-dia, como, por exemplo, a existência de chumbo nas tintas dos carrinhos de brincar (!!), principalmente nos que têm as cores mais vivas...
Este livro é muito bom, eu aconselho-o a todas as pessoas, sobretudo aos estudantes da nossa área, ciências e tecnologias!!
Adorei ler este livro!
Carina Barbosa, n.º6, 11.º B

"O Céu", por Ana Rodrigues

“O Céu” de Lisa Miller

O livro fala sobre o Céu, sob o ponto de vista religioso; fala sobre se as pessoas acreditam ou não na sua existência e de que modo. Aborda também questões sobre a vida depois da morte e a evolução cronológica da ideia que se tem acerca do Céu.
Este livro é relativamente fácil de ler e eu gostei de o ler, pois a autora, para o escrever, utilizou meios de informação variados e diversificados, o que me motivou muito.
Na minha opinião, este livro não é muito técnico, sendo que eu recomendo a sua leitura a qualquer pessoa.
Por último, este livro é interessante, pois levanta questões às quais não há resposta, mas que nos deixam a pensar, tais como: será que o Céu realmente existe? Como é? E como é que lá chegámos?

Ana Rodrigues, n.º 2, 11.ºB

“Porque é que o mar é azul?”, por Stéphanie Jamet

“Porque é que o mar é azul?” Newscientist

O livro contém perguntas do dia-a-dia e respostas a essas questões dadas por cientistas da actualidade. São do tipo de questões que não temos coragem de colocar ou que nem nunca pensamos nelas. É motivante e, como é um livro sobre ciência, à primeira vista, poderia ser logo considerado aborrecido, mas não: é de fácil leitura, pequeno e muito interessante.
As perguntas que surgem no livro são inesperadas, curiosas e imaginativas, sendo que as respostas também são inesperadas e, algumas delas, estranhas. A forma como as questões são respondidas não é aprofundada, nem aborrecida, mas sim divertida, pois se a linguagem não é demasiado científica. Assim, o livro fica mais apelativo, mais interessante e qualquer pessoa o consegue perceber, pois as perguntas não requerem respostas muito complexas e são educativas.
Eu aconselho o livro aos que têm interesse pelo mundo que os rodeia, aos que são curiosos, pois neste livro encontram boas questões e respostas esclarecedoras.

Stéphanie Jamet, n.º27, 11.ºA

“Os próximos 100 anos”, por Raquel Rêgo Araújo

“Os próximos 100 anos” de Jonathan Weiner
Os temas centrais deste livro são de leitura fácil, uma vez que trata assuntos bem conhecidos de todos nós, como a dizimação das florestas húmidas, a extinção de espécies, o buraco na camada de ozono, o efeito de estufa, o aquecimento global, a chuva ácida e as medidas que devem ser adoptadas para amenizar todas estas consequências.
Este livro divide-se em partes, oferecendo informações detalhadas e generalistas sobre as investigações dos cientistas, mostrando que, para enfrentar todos estes problemas, é necessário um esforço sem precedentes em todo o mundo.
Assim sendo, achei o livro de uma grande importância, interessante, apelativo, principalmente pelo título e pela capa, e de leitura essencial para todas as faixas etárias, sobretudo para todos os que se preocupam com o destino da Terra, pois, como disse Paul, “Tem sido a sorte, o acaso que têm evitado o nosso desaparecimento”.

Raquel Rêgo Araújo, n.º 24, 11.º A

“Einstein +6 , a revolução!”, por Nuno Silva

“Einstein +6 , a revolução!” de Etiénne Klein

Caracterizo esta obra mais como uma biografia, uma vez que apresenta, de uma forma mais específica, aspetos importantes como factos e também algumas vivências marcantes de físicos muito importantes .
Nesta obra, destaca-se a vida de Einstein, que foi o maior físico de todos os tempos, revelando-nos aspetos referentes à sua vida, aspetos esses bastante controversos.
Recomendo, então, este livro a todos aqueles que se interessam pela Física e que desejem saber um pouco mais sobre as várias temáticas relacionadas com esta ciência, aconselhando, contudo, a sua leitura a elementos da minha faixa etária e mais velhos, uma vez que apresenta, por vezes, conteúdo um pouco complexo e de difícil compreensão.

Nuno Silva, n.º 22, 11.º A

“Um desafio global”, por Marina Leitão

“Um desafio global” de Nicholas Sterm
Este livro retrata as consequências das alterações climáticas e, sendo um livro com grande vertente económica e financeira, vai até à raiz dos problemas, apresentando soluções e estratégias para ultrapassar os problemas causados pelas alterações climáticas.
Por empregar linguagem científica e económica, este livro é indicado para todos os alunos das áreas de ciências e da economia que querem saber mais sobre o assunto, tornando-se didáctico por conter termos não utilizados nas aulas e, por isso, é motivante e interessante.

Marina Leitão, n.º 19, 11.º A

“O Eco Silencioso”, por Eduarda Macedo

“O Eco Silencioso” de João Antunes

Antes de mais, este livro aborda temas éticos, filosóficos e científicos da nossa actualidade, como a eutanásia e o aborto.
Assim, o autor dá a sua opinião sobre destes temas, reflectindo também acerca das suas memórias pessoais e do seu papel na medicina.
Porém, este livro contém várias citações de outros escritores o que, na minha opinião, não é demasiado científico.
Por isso, penso que não o recomendaria a ninguém e, em vez disso, aconselhava a que pesquisassem os livros em que o autor se baseou.
Eduarda Macedo, n.º18, 11.º A

“Física Divertida”, por Luís Borges

O livro que eu li chama-se “Física Divertida” e é da autoria de Carlos Fiolhais.
É um livro que está dividido em vários temas acerca da Física.
Gostei bastante do livro, visto que o autor consegue explicar alguns dos mais difíceis fenómenos físicos, recorrendo a um cunho cómico. É um livro que recomendo a pessoas de qualquer idade, visto que o autor usa a uma linguagem do quotidiano, embora o aconselhe mais a pessoas da nossa faixa etária, porque pode ajudar a compreender melhor a matéria da disciplina de Física e Química A.

Luís Manuel Fernandes Borges, n.º17, 11.ºA

“A origem das espécies de Charles Darwin”, por José Luís

Para o contrato de leitura, a minha escolha recaiu no livro do autor Janet Browne,“A origem das espécies de Charles Darwin”. A minha escolha teve por motivação o estudo da evolução das espécies, na disciplina de Biologia, para além de que este tema também me proporciona interesse. Este livro é fácil de ler e cativa atenção do leitor pelo facto de mostrar a evolução das espécies ao longo dos tempos.
Apesar de ter gostado de ler o livro, tive que passar páginas à frente, por uma questão de tempo.

José Luís, n.º 15, 11.º A

“Ciência da Treta”, por Joana Queirós

O livro que eu li fala sobre ciência e foi escrito por Bem Goldacre. Intitula-se “Ciência da Treta” e integra-se no género técnico e científico. É um livro motivante! Trata as questões de forma profunda, apesar de ter a desvantagem de ser um pouco técnico. Este livro destina-se apenas aos mais adultos, ou seja, aqueles que gostam de ficar informados sobre os avanços da ciência e a todos aqueles que se interessem pelo tema.
Joana Queirós, n.º13, 11.ºA

“Einstein nunca amou”, por Jéssica Silva de Araújo

“Einstein nunca amou” de José Eduardo Carvalho

Este livro fala sobre um professor universitário que, devido a uma trágica fatalidade, altera completamente a sua vida e a sua forma de encarar o mundo.
Na minha opinião o enredo deste livro é interessante e cativante, pois aborda vários temas da atualidade, como a genética e a hereditariedade. Também fala sobre as várias formas do homem poder encarar o amor e os vários “problemas” que este acarreta. Deste modo, o autor cativa-nos pelo modo simples e prático como fala sobre o amor e os relacionamentos carnais e sobre os comportamentos mesquinhos e baixos da sociedade.
Concluindo, recomendo este livro a todos aqueles que gostam do mundo da genética e de tudo que está em volta deste fenómeno incrível que é a vida, e sobretudo àqueles que gostam de ler uma boa história.


Jéssica Silva de Araújo, n.º12, 11.ºA

“Química Divertida”, por Inês Coturela

O livro intitulado “Química Divertida”, cujo autor é Nick Arnold, é um livro que abrange os temas de modo generalista e acessível. É um livro técnico-científico, com muitas questões-
-problema engraçadas. No decorrer da sua leitura, deparamo-nos com questões irónicas, o que dá uma certa graça à sua leitura.
Este livro é indicado para todo os jovens do ensino secundário que tenham no currículo do curso a disciplina de Química.

Inês Coturela nº11, 11.ºA

"Guerra das Imaginações", por Francisco Silva

Autor: Doc Comparato
Titulo: "Guerra das Imaginações"
O livro anda à volta, sobretudo, de assassinatos, maldições e prazeres, criando assim a obra de arte mais importante do milénio. Por volta do ano 1500, estranhos factos ligaram uma disputa pelo poder no Vaticano ao descobrimento de uma terra paradisíaca. O acontecimento demolidor terá a força de mudar o destino dos homens e afectará directamente a Igreja.
“O autor ultrapassa os limites da ficção histórica e lança o leitor no mundo das ideias, construindo uma parábola cruel sobre o paradoxo da existência.” Com isto, o livro é um algo filosófico, pois trata as questões de uma forma aprofundada e, ao mesmo tempo, é generalista. Por isso, aconselho a sua leitura a jovens dos 16 a 25 anos, e a quem gosta de filosofia, especialmente. Francisco Silva, n.º 9, 11.ºA


O livro anda à volta, sobretudo, de assassinatos, maldições e prazeres, criando assim a obra de arte mais importante do milénio. Por volta do ano 1500, estranhos factos ligaram uma disputa pelo poder no Vaticano ao descobrimento de uma terra paradisíaca. O acontecimento demolidor terá a força de mudar o destino dos homens e afectará directamente a Igreja.
“O autor ultrapassa os limites da ficção histórica e lança o leitor no mundo das ideias, construindo uma parábola cruel sobre o paradoxo da existência.” Com isto, o livro é um algo filosófico, pois trata as questões de uma forma aprofundada e, ao mesmo tempo, é generalista. Por isso, aconselho a sua leitura a jovens dos 16 a 25 anos, e a quem gosta de filosofia, especialmente.
Francisco Silva, n.º 9, 11.ºA

“A saga de um pensador”, por Fábio Ferreira

O livro “A saga de um pensador”, de Augusto Cury relata a aventura de um estudante de Medicina, Marco Polo, na luta por uma sociedade mais justa e consciente. É através da sua paixão pela mente, e da ajuda de um sem-abrigo, que o protagonista procura questionar as acções do ser humano, numa mistura de psicologia, psiquiatria e filosofia.
Na minha opinião, todo o enredo é motivante, manifestado por uma linguagem bastante acessível, sendo por isso, de fácil interpretação para o leitor. Deste modo, o autor, de uma forma generalista, trata de vários problemas actuais da sociedade, como a discriminação. Os temas abordados ao longo dos vários capítulos são tratados de uma forma linear, o que no meu entender, torna a sua leitura agradável.
De modo que, tendo em consideração a sua linguagem simples, bem como os assuntos questionados, aconselho esta obra a qualquer pessoa, com especial atenção para os jovens adultos.

Fábio Ferreira, n.º7, 11.ºA

"Evolui ou morre", por Elsa Pereira

"Evolui ou morre" Phil Gates

Este livro, que pertence à vasta colecção da Ciência Horrível, retrata-nos, em forma de conto, todo o processo evolutivo da vida na Terra, desde a sua formação até hoje.
Trata-se, portanto, de um livro científico e técnico que se destaca pela sua linguagem pouco convencional para um livro de ciência. Há até uma tentativa constante por parte de Phil Gates de aproximar o seu discurso ao de um adolescente, não usando termos demasiado específicos ou enfadonhos.
A leitura e compreensão deste livro tornam-se muito fáceis uma vez que o livro é de pequena extensão, tem pouco mais que 100 páginas, e, na minha opinião, o mais cativante são as divertidas ilustrações de Tony Saulles, por exemplo, quando ele compara a poluição das cidades a um gigantesco gás humano mal cheiroso ou, simplesmente, o homem ao macaco.
Considero também, por outro lado, que os quizs, ao fim de cada capítulo leccionado, são muitíssimo úteis, pois permitem verificar a aprendizagem e mantêm o leitor activo e atento à obra.
Os aspectos menos positivos que tenho a apontar dirigem-se, em primeiro lugar, ao excessivo uso da palavra horrível para descrever todo e qualquer método científico, e, em segundo, à forma demasiado linear como são tratadas as várias questões e teorias.
Penso que o autor poderia ter escrito mais curiosidades ou aprofundar certas matérias. Na minha opinião, este livro serve, no fundo, apenas como revisão à disciplina de Biologia, estudada nos 10.º e 11.ºs anos.
Por isto, penso que o público-alvo ao qual o "Evolui ou morre" se destina são, sobretudo, jovens dos 15 aos 17 anos (ou seja, estudantes do secundário), como nós.

Elsa Pereira n.º6 11.ºA